24 abril 2006

Leituras: "America at the crossroads"

JPLN faz, como aliás é seu timbre, um excelente enquadramento do mais recente livro de Francis Fukuyama, "America at the Crossroads". O seu post não só apresenta a obra como, implicitamente, introduz os leitores naquilo que são os fundamentos essenciais do pensamento político neoconservador. Esta publicação tem particular importância, porquanto o governo dos Estados Unidos da América, na sua vertente da política externa, é hoje fortemente influenciado por uma ala auto-denominada "neoconservadora", a qual tem ditado uma boa parte das ideias motrizes da diplomacia e da acção externa daquela que é hoje a maior "superpotência" do planeta. Mas quem são os neo-conservadores? Como surgiram? Quais são os traços principais do seu ideário no campo da política externa? O que os "faz correr"? Qual o contexto ideológico em que Fukuyama se movimenta? Nos próximos dias espero publicar aqui alguns posts que ajudem a responder a estas questões, enquadrando quer o neoconservadorismo, quer a forma como Fukuyama se tem alinhado nesta corrente de pensamento. Rodrigo Adão da Fonseca

Sem comentários: