Destaques do jornal Público

Hoje, na revista Dia D, recomendo vivamente os textos do André Azevedo Alves, "Alterações climáticas e cepticismo económico", e do João Caetano Dias, "Quem quer ser empresário em Portugal?". Via blogue da Atlântico, destaca-se o artigo de Rui Ramos no Público de quarta-feira, "Funcionalismo, eis o inimigo!". Junta-se, finalmente, um excelente texto de JPP ontem no Público, na versão 2.0 (revista e ampliada), disponibilizada no Abrupto: "Porque razão a democracia tem medo de Salazar?":
Enquanto na transição espanhola foram os excessos passados na Guerra Civil que voltaram para assombrar o PCE, em Portugal, o PCP e os esquerdistas que acompanharam o seu projecto revelaram que uma parte da luta contra o regime de Salazar não era uma luta pela liberdade e a democracia, mas sim pelo totalitarismo comunista.
Este é que é o ponto da indignação pela inclusão selectiva de Otelo ou Vasco Gonçalves - apresentados como "salvadores da pátria" - (ou até de Afonso Costa), acompanhada de uma "politicamente correcta" exclusão de Salazar e Marcelo. O meu voto, esse, está destinado ao D. Sebastião. Rodrigo Adão da Fonseca

Comentários

Mensagens populares