21 novembro 2006

Blue Lounge - Ano II

Fez a semana passada um ano que interrompi a minha colaboração no Blasfémias e decidi criar o Blue Lounge. Embora o primeiro post apenas tenha vindo ao mundo a 24 de Novembro de 2005, o Blue Lounge foi "concebido" - usando uma terminologia muito em voga por estes dias - três madrugadas antes, como aliás o André Alves e o Tiago Mendes se aperceberam (fiquei nessa altura com a nítida sensação que ambos fariam parte do MI6).
***
O Blue Lounge nasceu para ser um blogue individual onde pudesse imprimir um estilo pessoal, num ambiente sereno, descontraído e low-profile. Procurei fugir das polémicas, picardias e ruído que por vezes se gera pelos blogues, num exercício de contenção que não me é característico, mas que tinha de cultivar. Julgo que, salvo algumas situações pontuais (das quais me arrependo), consegui manter a linha e o rumo inicialmente traçados. O Blue Lounge foi-se desenhando como um espaço multifacetado, destinado aos que apreciam uma visão liberal mais pensada e, por vezes, reconheço, um pouco densa e extensa - sejam ou não adeptos do liberalismo - e aos que, simplesmente, o visitam à procura de imagens.
***
O Blue Lounge tem hoje um papel secundário, com poucos visitantes, afastado do mainstream; ainda assim, aqui acorre, diariamente, um paciente e interessado grupo de amigos, cujo feedback e simpatia são fonte de motivação e recompensa. Aos cerca de cinquenta mil visitantes - quase sempre os mesmos - o meu obrigado pela vossa fidelidade!
***
Este blogue não acaba aqui. Umas férias no Oriente, em Dezembro (sem roaming nem internet), novas responsabilidades profissionais que me vão obrigar a uma ainda maior desmultiplicação geográfica, e alguns projectos dispersos que necessito concretizar entretanto, impõem uma curta pausa. Regresso em breve, a este mesmo local que, até lá, "entra em obras". Rodrigo Adão da Fonseca