06 novembro 2006

O "Muro" Mexicano

Eu sou contra o "Muro" mexicano, sou contra todos os muros. Por mim, deveria haver liberdade de circulação de pessoas ... e mercadorias. O problema não é, contudo, simples: os Estados distorcem as trocas internacionais, e garantem aos seus cidadãos uma multiplicidade de direitos e serviços, precisando assim de restringir o acesso aos seus territórios. Os distintos socialismos entram em contradição, quando censuram os "muros" e exigem o seu fim, ao mesmo tempo que criticam duramente a "globalização" e pretendem assegurar, a todos, uma patamar de acesso irrestrito à educação, saúde, habitação e reformas. No discurso político, pode defender-se uma ideia e a contradição que a anula? Não me parece, embora aconteça (e com algum retorno). Agora, escolham, ou socialismo estatizante, anti-globalização, ou livre circulação. As duas coisas é que não pode ser... Rodrigo Adão da Fonseca

Sem comentários: