22 janeiro 2007

Grandes Portugueses

Josef Albers
A short list do programa da RTP tem para mim um denominador comum: retirando Pessoa e Camões, grandes poetas, e Aristides Sousa Mendes, uma boa alma que ganhou notoriedade nacional com o filme "A Lista de Schindler", constata-se que os portugueses apreciam um perfil próximo do "Principe" de Maquiavel: Afonso Henriques, Vasco da Gama, D. João II, o Marquês de Pombal, Salazar ou Cunhal são certamente "Grandes Portugueses", mas com uma folha de serviço "pouco simpática". Ainda hoje, num suposto "regime democrático", Cavaco Silva e Sócrates, os dois políticos que obtiveram melhor score eleitoral, sendo homens do nosso tempo, posicionam-se no registo do "Principe". Dificilmente se poderia esperar um resultado diferente num país com pouca tradição de liberdade. Rodrigo Adão da Fonseca

Sem comentários: