02 fevereiro 2006

Entidade Reguladora para a Comunicação Social

A indigitação de Azeredo Lopes para a ERC é uma garantia de independência, seja em que contexto for. Tudo o resto, caro Gabriel, são fait divers criados à pressa pela habitual falta de habilidade dos nossos políticos. Dificilmente o governo poderia ter encontrado uma pessoa melhor preparada e com o seu perfil de independência; num momento particularmente sensível ao nível da Comunicação Social, a escolha é mais do que oportuna. Rodrigo Adão da Fonseca

Sem comentários: