13 setembro 2006

Blue Lounge recomenda

"Geração recibos verdes", pelo Henrique Raposo, no blogue da Atlântico. Abstraindo das questões da política partidária descritas no post, há uma ideia importante que o HR apresenta: a exploração geracional, de pais para filhos. Acrescento a rigidez no mercado de trabalho provocada pela instituição de direitos por via legal, e pela hiperprotecção do trabalhador, que impede a criação de emprego - o que prejudica sobretudo os mais novos. Esses, para sobreviver, são empurrados para um mundo de recibos verdes, o único que permite ultrapassar os constrangimentos de uma economia laboral totalmente caducada - não só no plano financeiro, mas também, como bem refere o HR, do ponto de vista moral. Este é um dos tópicos que exploro num artigo a publicar no próximo número da revista (o PPM que me perdoe a inconfidência). Rodrigo Adão da Fonseca

Sem comentários: