17 novembro 2006

Anti-americanismo

E. Ruscha, "Flag"
Quem critica Bush ou certas atitudes da Administração americana não é, certamente, anti-americano. Agora, pergunto-me com frequência: que traços da identidade americana, que valores da sua democracia e do seu povo merecem o apreço da esquerda portuguesa, que com frequência dá a entender que não é anti-americana? Em que é que os EUA os atrai, que referências, personalidades, partidos políticos e identidades lhes merecem elogios? Qual é, a seus olhos, a América Boa? Rodrigo Adão da Fonseca

Sem comentários: