23 fevereiro 2007

Mudar o mundo sem arregaçar as mangas

Penso que durante anos, a esquerda deve bater-se por mudar o mundo, mesmo sem estar no poder e deve evitar estar no governo, se isso significar mudar-se para que tudo fique na mesma. Nuno Ramos de Almeida, 5 dias (23.02.2007)

A demissão de Prodi parece estar a ser uma espécie de estrada para Damasco para alguns proeminentes esquerdistas portugueses. Depois de ver o Daniel Oliveira convertido ao neo-realismo (ainda acaba de braço dado com o ex-trotskista Irving Kristol), eis que temos o Nuno Ramos de Almeida a querer mudar o mundo mas bem sentadinho no sofá. Evitar o governo, se isso obrigar a uma adaptação ao mundo real. 'Mudar o mundo'. Estas frases poderiam ter sido escritas por Fukuyama, Horowitz, Kagan, Cheney, Rumsfeld, Perle ou Podhoretz. Mas não: fazem parte de um acto de demarcação no 5 Dias. Tanta nobreza. Toca a mandar bitaites. Controlar o povo a partir dos media. Condicionar a opinião. Mas cuidado: nunca arregaçar as mangas ou 'sujar as mãos'. Quem escreveu isso? Platão. Leo Strauss. E o Nuno Ramos de Almeida. Rodrigo Adão da Fonseca

Sem comentários: