09 maio 2007

Queima das Fitas do Porto

Parte da população dos arredores de Paris mudou-se para a porta de minha casa. Dizem que são uma espécie de estudantes universitários. Gritam-se palavras de ordem, em coro, como "cerveja, cerveja", ou "medicina é do caralho". O Quim, essa personagem mítica que todos os anos é fustigado pelos seu companheiros de curso, foge a correr, enquanto os restantes colegas de engenharia o perseguem, chamando-o: "Anda cá, Quim, meu grande filho da puta". Já ouvi um concerto do José Cid. Agora, toca uma banda que ensaia vários hits internacionais. Vou tentar dormir antes que suba ao palco o outro Quim, o Barreiros. Devia ter ido para Lisboa ou Luanda. Mal planeado, RAF, mal planeado. Estás lixado. Uma voz esganiçada canta o «We are the world». Ainda vamos ter o Bono... Rodrigo Adão da Fonseca

Sem comentários: