11 setembro 2008

Blue Painting: Liu Ye

Liu Ye, "Sword"

Quando precisamos de viajar, mas o dia-a-dia nos impede que o façamos fisicamente, não há nada melhor do que cultivar uma fuga do espírito. "Avó Dezanove e o Segredo do Soviético", de Ondjaki (Ed. Caminho), tem essa capacidade de nos levar daqui, na sua prosa diferente, divertida, mas que, ao mesmo tempo, me é tão familiar (talvez seja porque o livro denota a nostalgia própria da geração dos anos 80, que vê com algum cinismo o tempo presente).

Para viajar no tempo, também, num registo bem divertido, recomendo ainda "El asombroso viaje de Pomponio Flato", uma personalidade híbrida entre o D. Quixote e o Inspector Clouseau (Eduardo Mendoza, Seix Barral).

Portugal cansa-me.

Rodrigo Adão da Fonseca

Sem comentários: