07 dezembro 2013

Birds and diamonds in Blue



Para o recomeço do Blue Lounge, recuperam-se os tons do Azul, as palavras e os sonhos de Cruzeiro Seixas. Pássaros que voam mais alto e tudo devoram, diamantes que parecem pequenos mas que encerram em si os segredos de grandes viagens, mãos perdidas na imensidão da obra a realizar, arranha-céus que se elevam desde as profundezas dos oceanos. A luz da noite e as suas escravidões.

"Era um pássaro alto como um mapa
e que devorava o azul
como nós devoramos o nosso amor.

Era a sombra de uma mão sozinha
num espaço impossivelmente vasto
perdido na sua própria extensão.

Era a chegada de uma muito longa viagem
diante de uma porta de sal
dentro de um pequeno diamante.

Era um arranha-céus
regressado do fundo do mar.

Era um mar em forma de serpente
dentro da sombra de um lírio.

Era a areia e o vento
como escravos
atados por dentro ao azul do luar"

Cruzeiro Seixas, the favorite one 

Sem comentários: